Metropolitan Museum of Art anunciou o tema para tão o esperado baile deste ano e da exposição que segue o mesmo tema, de nome: ‘’About Time: Fashion and Duration’’ (“Sobre o tempo: Moda e sua duração“), em comemoração aos seus 150 anos de sua abertura em 2020. Fazendo um grande passeio pela história de um século e meio de moda. Peças extraídas de seus arquivos, e também através de novas aquisições, apresentadas ao longo de uma linha do tempo de forma provocativa, mesclando estilos e épocas.  

Andrew Bolton curador de moda do museu, encontrou inspiração para a exibição no filme de 1992 de Sally Potter, Orlando, baseado no romance de Virginia Woolf, que viaja no tempo, com o mesmo nome. “Há uma cena maravilhosa”, diz ele, “na qual Tilda Swinton entra no labirinto com uma túnica de mulher do século 18 à francesa, e enquanto ela a percorre, suas roupas mudam para o vestido de meados do século 19 e ela reaparece. na Inglaterra da década de 1850. Foi daí que surgiu a ideia original . 

A exposição apresentará mais de 250 obras de arte da coleção, enquanto leva os visitantes a uma jornada pela história do museu. Incluindo grandes presentes de arte de todo o mundo; exposições e exibições que examinam arte, história e cultura através de objetos espetaculares; e programas dinâmicos que envolverão as comunidades locais e globais do MET. Cerca de 160 peças do vestuário feminino dos últimos 150 anos mostrando a moda do passado, presente e futuro – dividida em duas seções, a primeira apresentará apenas roupas de cor preta, datadas de 1870 à 2020 (Making The Met, 1870–2020), a outra será composta por muito branco com alguns pontos específicos de cores, representando tudo aquilo que será considerado uma ‘’dobra no tempo’’. Azzedine Alaïa, Madeleine Vionnet , Paul Poiret, John Galliano e AlexanderMcQueen são alguns nomes que das peças que serão exibidas.

Em um press release (comunicado à imprensa), Max Hoillerdiretor do Met, declarou: ‘’Esta exibição vai considerar a natureza efêmera da Moda, empregando flashbacks e avançando rapidamente para revelar que a moda pode ser linear e cíclica’’. Um exemplo é um vestido preto linha princesa do final dos anos de 1870 que será colocado junto com uma saia de Alexander McQueen de 1995, que ao longo dos anos trabalhou continuamente em alongar a silhueta — a linha princesa basicamente. Em contrapartida o MET incluirá comparações entre dois designers de diferentes eras, em que um ‘’sobreviveu’’, e o outro não: Azzedine Alaïa estilista tunisiano sucesso dos anos 80, e Vionnet que foi fundada em 1912 em NY por Madeleine Vionnet, a última marca existe até hoje, enquanto a outra decaiu. Poiret, francês que fundou maison em 1903, versus Galliano, primeiro britânico a assumir uma maison francesaA exposição terminará com uma seção sobre o futuro da moda, vinculando o conceito de duração aos debates sobre longevidade e sustentabilidade. 

Neste ano o baile contará com os anfitriões: Meryl Streep, Emma Stone, Lin-Manuel Miranda, Nicolas Ghesquiére, da Louis Vuitton e Anna Wintor, editora chefe da revista Vogue Americana, que também é responsável pela seleta lista de celebridades convidadas para a grande noite. O Met é responsável por arrecadar boa parte do orçamento do ‘’Costume Institute’’. A exposição ficará disponível do dia 07 de Maio a 07 de Setembro, o baile também já possui data, e está programado para o dia 04 de Junho em Nova York nos Estados Unidos. Esperamos uma noite grandiosa do Met Gala! E enquanto ela não chega confira alguns marcantes looks da última edição. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *